O que é a Tecnologia Assistiva?

O que é a Tecnologia Assistiva?

Flavio Flavio 14 set 2021

Você já ouviu falar na tecnologia assistiva? O uso dessa ferramenta, por meio da assistência, ajuda a transformar vidas de pessoas com mobilidade reduzida, baixa estatura e PcDs no geral Venha conhecer mais característica dessa tecnologia e os seus benefícios.

O Tudo Tecnologia irá tirar todas as suas dúvidas sobre esse assunto. Confira o que vem por ai:

Tecnologia assistiva o que é?

A tecnologia assistiva ou tecnologia de apoio é um recurso capaz de promover à assistência e reabilitação para pessoas com deficiência (PcD), com o auxilio de dispositivos, técnicas e processos.

Essa tecnologia é responsável por otimizar a vida de milhares de pessoas com mobilidade reduzida, por meio do auxílio com atividades corriqueiras do dia a dia, que antes era uma tarefa complicada, mas que com a tecnologia assistiva se tornou mais prática e acessível.

O principais intuito dessa ferramenta é promover a acessibilidade e dar autonomia total aos PcDs, promovendo a capacidade funcional de uma pessoa para facilitar a sua rotina.

Tecnologia assistiva exemplos

As tecnologia assistivas estão por todos os lados, sendo capazes de serem encontradas no nosso dia a dia, talvez você não soubesse que esse é o nome de cadeiras de rodas ou muletas.

Confira a seguir alguns exemplos desses recursos:

Mobilidade

  • Cadeira de rodas;
  • Dispositivos de transferência;
  • Andadores;
  • Próteses.

Deficiência cognitiva

  • Software educacional;
  • Auxiliares de memória.

Deficiência auditiva

  • Dispositivo de assistência auditiva;
  • Telefone amplificado;
  • Aparelho auditivo.

Deficiência visual

  • Braille e impressora Braille;
  • Leitor de tela;
  • Software de ampliação de tela;
  • Teclado com letras ampliadas;
  • Lupa eletrônica;
  • Assistente de navegação.

Tecnologia assistiva na educação

A educação é um fator fundamental para qualquer pessoa ter acesso à cidadania e conhecimentos. Porém, há pessoas com limitações que necessitam de uma atenção extra para poder ingressa na escola e aprender os ensinamentos do professor.

Por isso, a tecnologia de apoio é utilizada como uma arma, para tornar a rotina educacional de qualquer pessoa mais acessível, afim de oferecer plenas condições para que o indivíduo em acompanhe as aulas.

No Brasil, há a Lei nº 13.146 de 06 de Julho de 2015 que assegura o acesso ao ensino para as pessoas PcDs, veja o trecho:

Art. 28. Incumbe ao poder público assegurar, criar, desenvolver, implementar, incentivar, acompanhar e avaliar: […]

III – projeto pedagógico que institucionalize o atendimento educacional especializado, assim como os demais serviços e adaptações razoáveis, para atender às características dos estudantes com deficiência e garantir o seu pleno acesso ao currículo em condições de igualdade, promovendo a conquista e o exercício de sua autonomia; (BRASIL, 2015).

Recursos e serviços de tecnologia assistiva nas escolas

Nas salas de aula, a tecnologia de apoio está presente para adaptar a realidade das escolas, na intenção de promover uma educação mais inclusiva a todos.

Confira alguns exemplos na prática:

  • Lousas 3D;
  • Brinquedos e uniformes adaptados;
  • Computadores, softwares e hardwares especiais;
  • Dispositivos de comunicação alternativa;
  • Adequação postural;
  • Adaptações em veículos escolares.

Além dos exemplos citados acima, essa tecnologia ainda está no conteúdo educacional, por meio da comunicação alternativa, capaz de demonstrar o currículo escolar de diversas formas, por vídeos, sons, imagens, livros interativos, braile e outros.

Tecnologia assistiva para surdos

Para pessoas que possuem perda auditiva ou surdez total, essa tecnologia apresenta dispositivos que minimizam esse fatores, afim de promover um convívio mais adaptável em qualquer lugar que a pessoa esteja.

Confira algumas nomenclaturas para surdos:

  • Deficiência Auditiva Leve: Perdas entre 20 e 40 dB;
  • Deficiência Auditiva Moderada: Perdas entre 40 e 60 dB;
  • Deficiência Auditiva Severa: Perdas entre 60 e 80 dB;
  • Deficiência Auditiva Profunda: Perdas acima de 80 dB.

Além de aparelhos auditivos, a tecnologia entrega dispositivos capazes de promover uma comunicação e interação com os indivíduos, além da língua de libras, chatterBaby, transcrição instantânea e muito mais.

Tecnologia assistiva para cegos

Tecnologia assistiva para cegos

O braile é uma tecnologia assistiva para cegos

Todo detalhes faz a diferença para que uma pessoa PcD possa se sentir confortavél e incluso em um ambiente residencial, escolar ou profissional, desde uma rampa até um computador equiparado de forma especial.

Pensando nisso, a tecnologia de apoio disponibiliza alguns aparelhos para que os indivíduos com deficiência visual possam ter mais independência.

Confira alguns exemplos:

  • Conversão de textos para áudio;
  • computadores com softwares para leitura;
  • Conversão de texto escrito para texto falado;
  • Scanner para digitalização de textos;
  • Calçadas adaptadas;
  • Fones de ouvido para a escuta de livros falados e de textos;
  • Livros falados.

Esses recursos ajudam as pessoas cegas a viverem suas vidas com mais tranquilidade e dignidade.

Tecnologia assistiva para autismo

Com os avanços tecnológicos, pessoas com deficiência ou com mobilidades reduzidas cada vez mais contam com recursos, softwares e aplicativos que auxiliam nos afazeres domésticos e profissionais.

A tecnologia é uma aliada do autismo, para individuais que sofrem dessa doença, esse ferramenta é essencial para otimizar o aprendizado e comunicação.

Verifique alguns exemplos da tecnologia para o autismo:

  • Recursos de comunicação aumentativa;
  • Recursos digitas de acessibilidade;
  • Organizadores gráficos;
  • Punhos para lápis;
  • Papel adaptado;
  • Apresentação digital multissensorial;
  • Ferramentas de mapeamento mental;
  • Digitação por voz;
  • Bancos de palavras e frases;
  • Previsão de palavras.

As tecnologia contribuem para a rotina das pessoas autista, desde atividades fundamentais como se alimentar, se locomover, até a tarefas mais complexas, como estudar, acessar à internet e trabalhar.

Quais os níveis da tecnologia assistiva?

  • Baixa tecnologia: utensílios que não precisam de bateria ou eletricidade;
  • Média tecnologia: dependem de aprendizados técnicos e energia para o seu funcionamento;
  • Alta tecnologia: item personalizado capaz de atender à deficiência de uma pessoa em especial.

Fique por dentro

Receba as novidades no seu e-mail.

icone newsletter
banner lateral

Encontre o plano ideal para você.

Veja os planos

Selecionamos os melhores planos de telefonia, internet e tv por assinatura para o seu perfil.